O País avalia a troika


Quando a troika chega a Portugal para avaliar pela sétima vez o cumprimento do memorando de entendimento, o Congresso Democrático das Alternativas (CDA) promove uma outra avaliação.

Num contexto em que as previsões falham redondamente e nos ameaçam com mais cortes no Estado Social, é necessário um juízo crítico e rigoroso sobre as reais consequências para Portugal de dois anos de aplicação do memorando, nomeadamente no aumento da pobreza, das desigualdades e do desemprego, na fragilização das relações de trabalho, nos retrocessos na saúde e na educação, nas violações dos direitos sociais e constitucionais, na destruição da economia, no aumento da dívida, no estrangulamento orçamental, nos custos ambientais.

Recolhendo o contributo de especialistas e abrindo o debate à sociedade, o CDA convoca o sentido crítico e as alternativas para uma sessão pública aberta a todos e todas. É o momento de ser o País a avaliar a troika.

15h00 DOIS ANOS DE MEMORANDO COM A TROIKA: QUE CONSEQUÊNCIAS PARA O PAÍS?
JOSÉ REIS (professor da FEUC, CDA)
CARLOS PIMENTA (economista, professor da FEP, CDA)
JORGE LEITE (professor jubilado da FDUC, CDA)

16h00 INTERVENÇÕES DO PÚBLICO E DEBATE

17h30 ENCERRAMENTO
ANA LUISA AMARAL (poeta)
MANUEL CARVALHO DA SILVA (sociólogo e investigador do CES da UC, CDA)

Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, Rua Alfredo Allen (Metro Pólo Universitário). Localização aqui.