Vídeos da conferência


O ESTADO SOCIAL É MÚSCULO, NÃO É GORDURA!

Manuel Carvalho da Silva
Intervenção de abertura
«O governo porta-se como um governo de ocupação. Rouba descaradamente ao comum dos portugueses para proteger os ricos e servir os interesses dos ocupantes».
Constantino Sakellarides

«É necessário trabalhar com as nossas comunidades para reconquistar a confiança no futuro».
Boaventura de Sousa Santos

«No momento em que o Estado Social cair, cai a democracia portuguesa».
.
Marco Marques

«A precariedade, a par da privatização dos serviços prestados pela Segurança Social e do desvio destes fundos para outras aplicações, é o inimigo número um da sustentabilidade da Segurança Social e, por isso, do próprio Estado Social».
André Carmo
Apresentação do projeto de
Resolução da Conferência (pdf 86 KB)

«A alternativa que propomos defende que só é possível vencer a crise com o Estado Social e com a Democracia, que é urgente denunciar o memorando de entendimento e renegociar a dívida. É urgente demitir o governo e promover eleições antecipadas que devolvam a palavra aos cidadãos. Afinal de contas, numa democracia, o poder reside no povo. E o povo somos nós».
José Reis
Intervenção de encerramento (pdf 82 KB)
«(...) As solidariedades coletivas honram um povo e são condição para que o país não se desagregue. E uma autoridade pública democrática que aja perante a sociedade é condição de superação da crise. É para tudo isto que renovamos a nossa exigência de convergência da esquerda: que denuncie o memorado; que renegoceie a dívida numa perspetiva de longo prazo e de sujeição às necessidades de desenvolvimento do país, de devolução da dignidade ao trabalho, e de reafirmação do valor dos direitos».
.
Spot 1

«Em outubro fomos mais de 1.700 em busca das soluções para substituir a austeridade pelo crescimento, pelo emprego, pela justiça social e pela decência política. (...)
Em maio (...)»
Spot 2

«A PAZ, O PÃO, HABITAÇÃO, SAÚDE, EDUCAÇÃO
(...) O Estado Social não é a gordura, é o músculo de que o País precisa para se reconstruir (...)»
Projecção de sala

«(...) A alternativa à austeridade e ao empobrecimento passa por melhorar e robustecer o Estado Social».